quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

O Rio Paranapanema


Sendo um dos rios mais importantes do estado de São Paulo, o Paranapanema começa a se formar na Serra do Paranapiacaba (também conhecida regionalmente como Serra Agudos Grandes) e até a foz do rio Itararé em seu leito, corre pelo estado, sendo que a jusante desse ponto, o rio delimita a fronteira com o estado do Paraná até sua foz no rio Paraná (Wikipédia, 2010).

Suas muitas nascentes estão distribuídas no município de Capão Bonito em uma região remanescente e bem preservada de Mata Atlântica (Floresta Ombrófila Densa e Mista e Floresta Estacional Semidecidual), a APA (Área de Preservação Permanente) da Serra do Mar e próxima a região transitória de outras duas bacias hidrográfica: a Bacia do rio das Almas e a Bacia do Vale do Ribeira. Há indícios inclusive de que uma de suas principais nascentes esteja dentro da Bacia do rio das Almas, segundo Zocchi (2002).

Com suas nascentes a aproximadamente 900m de altitude, o rio Paranapanema tem 929 km de extensão em um desnível de 570m até sua foz.

O Contínuo Ecológico de Paranapiacaba é formado pelas unidades de preservação, Parque Estadual Intervales, Parque Estadual Carlos Botelho, Estação Ecológica Xituê, PETAR (Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira), APA dos Quilombos do Médio Ribeira e parte da APA da Serra do Mar, em um total de área de mais de 120.000 ha e que protegem o segundo e mais importante corredor ecológico de Mata Atlântica do Estado de São Paulo. Vou destacar o Intervales, onde estivemos recentemente e presenciamos uma das muitas nascentes do Paranapanema.

O Parque Estadual Intervales (PEI) fica no município de Ribeirão Grande e possui 41.704,27 ha de área de Mata Atlântica (Fundação Florestal, 2010). Entre fotos de orquídeas e de outras plantas, na trilha da Cachoeira do Mirante passando sobre o nosso caminho estava um veio de água brotando bem mais acima e ganhando velocidade após a passagem sobre a trilha. Estava ali, segundo o guia, uma das nascentes do rio Paranapanema. Na verdade, creio que essa nascente venha a “engordar” o rio das Almas, mas como não posso afirmar, fico com a primeira teoria.

Suposta nascente do
Rio Paranapanema
Extensão da água após
passar sobre a trilha


A partir do mês de março, estaremos percorrendo os diversos parques ecológicos do Contínuo Ecológico de Paranapiacaba com a finalidade de fotografar e identificar orquídeas e plantas com potencial ornamental, comparando e cruzando informações com o que já foi identificado no "pé da serra".
Estaremos constantemente fornecendo informações e postando novidades.

ZOCCHI, P. Paranapanema: da nascente à foz. São Paulo, ed Horizonte, 132p., 2002.
WIKIPÉDIA. Rio Paranapanema (online), disponível em http://pt.wikipedia.org/wiki/Rio_Paranapanema , acesso em 31/01/10.

Nenhum comentário:

Postar um comentário